Como aquecer as vendas com delivery em supermercados?

O delivery em supermercados é uma ferramenta potente para quem deseja aquecer as vendas e ter mais ganhos no negócio. Porém, para que essa estratégia realmente traga lucros, é necessário investir nas ferramentas certas.

Esse recurso traz muita facilidade para os clientes e é uma maneira dos supermercados diversificarem os seus canais de vendas. Seja para atrair novos clientes ou apresentar uma nova opção para quem já compra no estabelecimento, o delivery é sempre uma boa opção.

Neste artigo, apresentaremos algumas dicas sobre como aquecer as vendas com delivery em supermercados. Continue lendo e veja como potencializar essa estratégia e ter vendas expressivas no seu negócio. 

A popularização do delivery em supermercados

De acordo com uma reportagem da revista Exame, os gastos dos consumidores com delivery em supermercados e restaurantes cresceu mais de 40% durante a pandemia de Covid-19.

Para evitar a contaminação pelo novo coronavírus, as pessoas se viram obrigadas a ficar em casa, de quarentena. Isso impulsionou as vendas online e fez com que muitas pessoas adquirissem o hábito de comprar por delivery.

Estima-se que, mesmo com a flexibilização já estar sendo adotada na maioria das cidades e estados, a cultura de pedir alimentos e outros produtos por delivery continuará crescendo. Assim sendo, essa é uma excelente oportunidade para os supermercadistas diversificarem os seus lucros.

Marketplaces de delivery em supermercados

Durante a pandemia, muitos supermercados passaram a utilizar os marketplaces de delivery, como o Rappi e o Ifood, para atender os clientes com tele-entrega. Logo, a maior parte dos estabelecimentos percebeu que, apesar de gerar boas vendas, esse tipo de aplicativo não é a solução ideal para os supermercados.

Listamos algumas das principais desvantagens que os aplicativos de delivery trazem para os supermercados. Veja!

Taxações muito altas

Para vender no Ifood e outros aplicativos, você precisa pagar uma taxa. Os valores dependem de cada plataforma, mas costumam girar entre 15% e 20% do preço da venda. Logo, o valor é bem significativo.

Para não perder dinheiro e ficar no prejuízo, muitos supermercados precisam praticar um preço mais elevado no aplicativo. Porém, ao perceber isso, os consumidores se sentem desmotivados a comprar e acabam abandonando os pedidos, para não ter que arcar com esse gasto extra.

Falta de personalização

Em aplicativos de marketplace, não há qualquer tipo de personalização. Você não poderá usar as cores da sua identidade visual para expor os seus produtos, por exemplo. É a plataforma quem dá as regras e você terá que segui-las, se quiser continuar vendendo nela.

Grande concorrência

O delivery em supermercados, por meio de plataforma de marketplace, também é pouco vantajoso por conta da grande concorrência. Outros estabelecimentos estarão lá, dividindo espaço com o seu.

Não existe exclusividade e se os produtos dos concorrentes estiverem alguns centavos mais baratos do que os seus, certamente os clientes optarão por comprar deles e não do seu estabelecimento. 

Dependência

O uso de marketplaces também faz com que o seu negócio fique dependente.

É como explicamos, as regras quem dá são eles. Se amanhã o app simplesmente deixar de existir ou resolver que não servirá mais como plataforma para supermercados, mas apenas para restaurantes, por exemplo, você deverá arcar com as consequências.

Além disso, não possibilitam o cadastro de informações dos clientes, o que dificulta as estratégias de relacionamento e pós-vendas, por exemplo.

DNA Shopper: a solução ideal para aquecer as vendas com delivery em supermercados

Para você aquecer as vendas com delivery em supermercados e se dar bem nessa modalidade, a melhor opção é contar com os serviços da DNA Shopper, que vão muito além dos marketplaces.

Oferecemos aplicativos próprios, que não são criados do zero, uma vez que já temos um modelo pré-pronto e amplamente testado. Essa solução ajuda você a dominar a jornada do cliente, transformando isso em ações de vendas e fidelidade.

Os apps produzidos pela DNA Shopper funcionam em três modalidades de compra:

  • Clique&elivery: nesse caso, o cliente acessa o app, escolhe os produtos que ele deseja adquirir, paga com o cartão de crédito e recebe os itens no conforto da sua casa;
  • Clique&etire: aqui o funcionamento é parecido, mas é o cliente quem retira as compras no supermercado. Para isso, depois de escolher os itens que deseja, basta combinar um horário para buscar os produtos, que serão previamente separados;
  • Pegue, Pague e Leve: nessa modalidade, o cliente faz as compras no supermercado, de forma tradicional. No entanto, ele mesmo vai cadastrando os itens que comprou no aplicativo. Ao finalizar as compras, finaliza o procedimento, faz o pagamento pelo próprio aplicativo e leva as compras para casa.

No decorrer destes processos, são coletados dados dos clientes, para que você possa conhecer melhor o perfil de compra de casa pessoa. Assim, fica mais fácil criar promoções exclusivas e dar cupons de desconto para que o consumidor faça novas compras.

Se você perceber que determinado cliente sempre compra leite em pó e fraldas, por exemplo, pode significar que ele tem filhos pequenos em casa. Ou seja, ao criar  uma campanha de push notifications, ele poderá receber as ofertas dos produtos para crianças.

Esse é apenas um exemplo, entre as inúmeras personalizações que podem ser feitas, bem como campanhas de marketing e comunicação que podem ser desenvolvidas, com o uso das ferramentas de dados.  

Viu como é possível aquecer as vendas com delivery em supermercados? Basta que você utilize as ferramentas certas! A DNA Shopper pode ajudar muito nesse sentido!

Ficou com alguma dúvida? Em caso positivo, deixe um comentário no espaço abaixo e responderemos o mais breve possível!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *