Tudo que você precisa saber sobre Mobile Commerce (ou m-commerce)

Você sabia que o Brasil é o terceiro país em que pessoas passam mais tempo em aplicativos? Isso foi evidenciado em uma pesquisa divulgada em reportagem da EBC

Tal realidade, mostra como investir no Mobile Commerce é importante para os varejistas brasileiros.

Somente a China e a Indonésia superam o nosso país no ranking de quantidade de usuários de aplicativos. O brasileiro realmente gosta de tecnologia e isso foi impulsionado recentemente, por conta da pandemia do novo coronavírus.

O isolamento social fez com que muitas pessoas que nunca tinham feito compras online, agora tivessem essa experiência. Como conheceram a praticidade que isso gera, certamente levarão esse hábito para sempre.

A partir dessa realidade, entender mais sobre o Mobile Commerce é uma necessidade para os empresários do varejo, como os supermercadistas. Por isso, desenvolvemos este post, que esclarecerá as principais dúvidas sobre o tema. Acompanhe!

O que é o Mobile Commerce?

O Mobile Commerce, ou m-commerce, como também é conhecido, é a transação comercial de produtos feita por meio de dispositivos móveis, como smartphones e tablets.

É interessante destacar que não se trata de um e-commerce, que caracteriza qualquer tipo de comércio virtual. Nessa modalidade, as vendas são feitas preferencialmente por sites na internet, que são mais acessados em computadores.

No caso do m-commerce, todas as transações são feitas por dispositivos móveis, dando muito mais liberdade e praticidade para o usuário. 

Uma pessoa pode baixar um aplicativo do supermercado no seu celular enquanto está no trabalho, por exemplo, comprar alguns produtos, e combinar a entrega na sua casa, no horário em que ele já tenha retornado da empresa.

Quais são as vantagens do m-commerce para o varejo?

As empresas do setor varejista, como os supermercados, podem contar com muitas vantagens ao usar o m-commerce. Listamos os principais benefícios que as lojas em aplicativos podem proporcionar. Veja!

Acesso rápido e prático aos produtos

Os clientes terão acesso rápido e prático aos produtos que precisam comprar, sem ter que ir até à loja física. Isso é muito útil, principalmente para quem trabalha o dia todo, tem uma rotina corrida e não dispõe de tempo para ir diariamente até o supermercado.

Isso não quer dizer que a sua loja física perderá o valor! Pelo contrário, você estará agregando um serviço aos clientes que já confiam no seu negócio.

Os consumidores poderão continuar indo ao supermercado para fazer as compras do mês, por exemplo, mas usar o m-commerce para aquelas reposições rápidas do dia a dia, como quando falta um alimento em casa.

Atração de novos clientes

Além de quem já compra do seu supermercado, o Mobile Commerce também poderá atrair novos clientes. Os consumidores que fazem parte da geração Z, pessoas que nasceram a partir da metade da década de 1990, por exemplo, estão entrando no mercado de trabalho e começando a ter poder de compra.

Os jovens já nasceram em um ambiente digital e estão muito mais familiarizados com as compras online do que outras gerações. De acordo com o relatório The Gen Z, essas pessoas gostam de visualizar anúncios online, mesmo quando vão comprar em lojas físicas.

Ou seja, se você tiver um Mobile Commerce, mesmo que os negócios não sejam feitos por meio da plataforma, ela poderá servir como uma espécie de catálogo online. Assim, as pessoas poderão fazer consultas de preços e verificar os produtos disponíveis antes de finalizar uma compra, por exemplo.

Publicidade inteligente

O uso de aplicativos também pode servir como uma ferramenta de marketing digital para o seu supermercado.

Conforme o usuário navega pela plataforma, serviços de inteligência artificial monitoram a sua jornada e começam a conhecer os seus gostos, conforme os produtos que olha ou coloca no carrinho.

Se um cliente gosta muito de cerveja, por exemplo, poderão ser mostrados anúncios, automaticamente, quando esses produtos estiverem em oferta.

Além disso, também é possível criar a personalização de ofertas, conforme a frequência de compras e comunicação por push. Inteligência da ferramenta para otimizar a experiência do usuário!

Prateleira infinita

A partir do momento que o cliente estiver no aplicativo, nunca verá uma gôndola vazia, coisa que pode acontecer em um supermercado, por exemplo. Sempre terá acesso à todos os produtos, podendo escolher os que quiser.

Além disso, essa é uma conexão muito importante entre mundo físico e digital, tendo em vista que, por meio do app, é possível que o usuário compre pelo app (na prateleira infinita) e retire na loja, ou até mesmo comprar pelo app no próprio supermercado fisicamente, apenas lendo código de barras pelo e pagando pela carteira virtual, de forma simples e prática, dispensando a necessidade de filas. 

O controle de estoque se torna muito mais otimizado também, já que, para cada loja, há um estoque individual. E assim, por meio de integrações com sistemas ERPs, após o consumidor realizar suas compras pelo app, os produtos adquiridos são baixados diretamente no estoque físico do supermercado, facilitando também inventários.

Como os supermercados podem entrar no mercado do Mobile Commerce?

Como você pode perceber, entrar no mercado do Mobile Commerce é bastante positivo para os supermercados. Porém, para tirar o máximo de proveito dos aplicativos, é fundamental que alguns cuidados sejam tomados. Observe!

Garanta uma boa usabilidade

É importante que o seu aplicativo tenha uma boa usabilidade e proporcione uma boa experiência para os usuários.

Tudo deve ser muito simples e intuitivo para quem o utiliza.

De nada adianta ter um app cheio de recursos e ele ser difícil de ser utilizado pelos seus clientes. Se o m-commerce não tiver usabilidade, os usuários o abandonarão e farão as compras na concorrência.

Foque na velocidade da plataforma

Além da usabilidade, a plataforma de Mobile Commerce também deve ser ágil e ter um carregamento rápido. Se o aplicativo for lento, a experiência do cliente não será positiva e ele poderá acabar abandonando a compra.

É preciso sempre usar um app que traga resultados positivos, independentemente da velocidade da internet do usuário. Não importa se o seu cliente usa uma conexão de dados do celular ou esteja conectado a uma banda com fibra de alta velocidade, o m-commerce deve sempre ser ágil.

Segurança

A segurança também deve ser pensada! As transações do m-commerce devem sempre ser intermediadas por protocolos de criptografia, para que os dados dos clientes não sejam vazados, tampouco fiquem expostos.

Também é importante ter a autorização dos usuários para o uso de dados, conforme prevê a nova Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Ficar de fora do Mobile Commerce significa perder dinheiro! É por isso que o seu supermercado deve inovar e investir nesse segmento. Assim, o seu potencial de lucro aumentará, de forma significativa.

Como investir em mobile commerce?

A forma mais prática e eficaz de aderir ao Mobile Commerce é apostar em plataformas completas, que tenham a cara do seu negócio e que atendam com excelência tanto o supermercado em busca desse canal de vendas quanto o consumidor final.

A DNA Shopper, por exemplo, pode te ajudar nessa transformação, oferecendo uma jornada de compra completa, unindo o mundo físico com o digital, através de toda a tecnologia por trás do mobile commerce.

Quer saber mais sobre nossa tecnologia e como podemos ajudar para que o seu supermercado não fique atrás da concorrência? Entre em contato conosco!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *